Projeto Pró-Menor completa 25 anos de trabalho social

A manhã de hoje ficará marcada na memória de 58 crianças e jovens de áreas de risco social da cidade do Rio de Janeiro. Eles integram o projeto Pró-Menor, desenvolvido em unidades da Força Aérea Brasileira pelo Suboficial Carlos Roberto dos Santos, o “Carlinhos”, e foram escolhidos para participar de um voo sobre a capital fluminense. Eles embarcaram na Base Aérea do Galeão (BAGL), em um Bandeirante do Terceiro Esquadrão de Transporte Aéreo.

“São crianças carentes de comunidades carentes, vindos de projetos sociais apoiados pela FAB. Elas nunca chegaram perto de um avião e não teriam uma oportunidade como essa”, destaca o Suboficial, lembrando que os participantes foram selecionados com base em seu desempenho escolar e sua dedicação nas atividades dos programas que integram.

O projeto de levá-las para voar foi intitulado “Sonho Real”. “São crianças provenientes da Ilha do Governador, Campo Grande, Vila Cruzeiro, Complexo do Alemão. Algumas delas, há alguns dias estavam vendo aeronaves sobrevoando suas casas e hoje poderão ver o Rio de uma outra forma”, completa Carlinhos.

Luiz Felipe de Oliveira, de 15 anos, que foi um dos destaques do Programa Renascer, desenvolvido pelo Grupamento de Apoio do Rio de Janeiro (GAP-RJ), estava ansioso para embarcar. Embora estivesse voando pela primeira vez, ele garantiu que não estava com receio.“Acho que o voo vai ser bom. Lá de cima vou poder ver melhor a paisagem do Rio de Janeiro”, afirma. “A melhor parte será quando o avião começar a subir”, garante Silvio Cesário de Sá Barros, de 10 anos.
Depois sobrevoar pontos turísticos do Rio de Janeiro as crianças voltaram com muitas novidades. “É muito linda a visão de lá de cima. Eu queria ficar andando de um lado para o outro do avião poder ver tudo que estava acontecendo”, lembra Augusto César, de oito anos. “As coisas pareciam ser de mentira” destaca Sávio de Barros, 13 anos. “Vou contar para todo mundo que voei”, ressalta Guilherme Faria da Silva, de 12 anos.
A possibilidade de proporcionar momentos como esses para crianças deixa emocionados inclusive aqueles cuja rotina é voar.

“Eu quando tinha a idade deles não tive essa oportunidade e, com certeza, futuramente isso pode motivá-los a realizar seus sonhos. Com certeza é gratificante ver o sorriso delas”, ressalta o Tenente Aviador José Vinícius Balthazar Souza, que foi um dos pilotos da aeronave.

 

Pró-menor

Também na manhã de hoje, o projeto Pró-Menor completou 25 anos de existência. Atualmente, ele está presente em 18 estados brasileiros e proporciona a 15 mil crianças e jovens o acesso a programa de profissionalização e cidadania, objetivando sua inserção no mercado de trabalho. O idealizador programa se baseou em sua própria história de vida para iniciar as atividades. Os resultados de seu trabalho já renderam resultados gratificantes, entre eles, uma indicação ao Prêmio Nobel da Paz.

“Passei 18 anos na FUNABEM. Tive a oportunidade de mudar a minha vida nas fileiras da Força Aérea, quando fiz concurso e disputei vaga com 35 mil candidatos. Consegui passar e fiz carreira na FAB. Me tornei escritor e faço palestras em diversos países. Através deste trabalho fui indicado para o premio Nobel da paz, o que para mim foi uma honra. Posso dizer que foi a farda azul que permitiu realizar este trabalho no país”, destaca Carlinhos.

Fonte: CECOMSAER


Warning: Division by zero in /home/storage/c/04/ea/institutopromenor/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1457