Carlinhos Pró Menor

Carlos Roberto dos Santos criou, na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, o Grupo Pró- Menor do Rio de Janeiro, um núcleo de atendimento para menores em situação de risco social, promovendo sua inclusão social e estimulando seu ingresso no mercado de trabalho. Ao longo da década de 1990, a organização ampliou sua ação para 18 estados brasileiros, com a criação de núcleos em bases aéreas, unidades do exército e da marinha e em postos policiais e do corpo de bombeiros. Carlinhos perdeu a mãe aos nove meses e foi entregue pelo pai a uma vizinha que, por sua vez, o encaminhou à Fundação Nacional do Bem-Estar do Menor (Funabem). Passou a infância e a adolescência em 12 orfanatos de três estados, fugiu algumas vezes, e viveu um ano na areia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Entre as fugas, sempre retornava à Funabem, mas ao concluir os estudos, constatou que por ter a Funabem em seu currículo, era muito difícil conseguir emprego. Alistou-se então na aeronáutica e depois da promoção a sargento, decidiu fazer algo para ajudar crianças e jovens com história semelhante à sua. Realizou e realiza uma série de conferências sobre o lado positivo dos meninos da Funabem. Em seguida, criou o Grupo Pró-Menor, para consolidar a sua ação. Os núcleos da organização oferecem a crianças e jovens alimentação, esporte, profissionalização e encaminhamento ao mercado de trabalho. Além disso, apóiam as comunidades próximas em campanhas de vacinação, com transporte de doentes, coleta e doação de alimentos. Um terço dos 3.000 jovens graduados por meio do programa ingressaram na carreira militar e os demais estão empregados nos setores formal e informal.

 

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper matti pibus leo.

Get Started

About

Downloads